Publicado Em: sex, maio 4th, 2018

Emerson Sheik é citado em delação de doleiro em esquema de venda de dólares

19O atacante do Corinthians, Emerson Sheik, foi citado pelo doleiro Claudio Barboza, conhecido como Tony, em delação de esquema de venda de dólares. Ele contou que o jogador, com a ajuda dele e de um operador brasileiro, realizou uma transação no valor de US$ 500 mil, cerca de R$ 1,7 milhão, a partir de uma conta na Ásia para receber o valor em reais no Brasil. Além de Tony, Vinicius Claret, o Juca Bala, sócio do doleiro investigado, também falou o nome de Sheik na sua delação. No entanto, o camisa 7 do Corinthians não é alvo da operação. O atleta ainda não se manifestou sobre o assunto. A ação deflagrada pela Polícia Federal (PF), na última quinta-feira (3), cuja operação é chamada de “Câmbio, desligo”, é um desdobramento da Lava-Jato e já cumpriu 45 mandados de prisão no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, além de Paraguai e Uruguai. Trata-se de um câmbio em que os depósitos são feitos em contas de diferentes países, mas o dinheiro não é rastreável pelo Banco Central. Os doleiros recebem no Brasil e compensam no exterior. Como não é feito por remessa, muito menos registro, a quantia não é vista pelas autoridades e impostos. De acordo com a PF, três mil empresas offshore em 52 países movimentavam US$ 1,6 bilhão, o equivalente a R$ 5,6 bilhões. As empresas ficam em paraísos fiscais e são usadas para ocultar o verdadeiro dono da quantia.

Fonte: Bahia Notícias

Foto: Reprodução/ Facebook